Nada melhor para um bom arranque do ano lectivo que fornecer todos os nutrientes essenciais para um bom desempenho dos seus filhos.

Comece por dar-lhes um bom pequeno-almoço contendo todos os macronutrientes (hidratos de carbono, gorduras, proteína e ainda fibra). Lembre-se que o sono, a má disposição ou os atrasos não podem servir de desculpa, como acontece muitas vezes. Não tomando o pequeno-almoço os seus filhos irão sentir menor capacidade de concentração, dores de cabeça e até maior irritabilidade, por isso não irão estar tão atentos nas aulas durante a manhã. Deverá dar-lhes pão ou cereais integrais com pouco sal e açúcares adicionados, um copo de leite ou um derivado ou bebida vegetal e poderá adicionar uma peça de fruta fresca.

Se o seu filho insiste constantemente que não tem fome comece por dar-lhe um só alimento e vá, progressivamente, introduzindo os restantes. Sendo que o nosso organismo funciona por hábitos, o seu filho não só vai começar a habituar-se como começará a sentir fome se não comer.

Além dum bom pequeno-almoço, é também importante que o seu dia-a-dia inclua pelo menos dois lanches. Devem evitar-se alimentos muito ricos em açúcares como bolachas, sumos e refrigerantes, pães-de-leite ou croissants. Na lancheira será sempre uma melhor opção colocar-lhes fruta ou legumes frescos (cenouras baby ou tomate cherry, por exemplo), iogurte ou frutos secos (nozes, amêndoas, avelãs).

Quanto às refeições de almoço e jantar devem ser completas, ou seja, começar com uma porção de sopa, seguida de um prato com uma porção de proteína (carne, peixe ou ovos), uma porção de hidratos de carbono (arroz ou massa, de preferência integrais, batata, feijão, grão ou ervilhas) e uma porção de vegetais (legumes cozidos ou salada), e terminar com uma peça de fruta.

Ajude-os a ter um ano lectivo mais produtivo.