A vitamina A é uma vitamina lipossolúvel que está presente tanto em alimentos de origem animal como de origem vegetal. Sabe-se que esta vitamina tem benefícios bem estudados e comprovados no entanto outros benefícios estão a ser investigados. Contudo, é importante haver um consumo diário adequado de fontes de vitamina A.

Os retinóides presentes nos alimentos de origem animal e os carotenóides que se encontram nos alimentos de origem vegetal dão origem à vitamina A sendo as principais fontes desta vitamina os seguintes alimentos:

– Alimentos de origem animal – fígado, gema de ovo, manteiga, queijo; e,
– Alimento de origem vegetal – manga, mamão, caju, goiaba, cenoura, milho amarelo, batata-doce amarela, abóbora madura, mostarda, espinafre, brócolos, folhas de beterraba.

A vitamina A é de extrema importância para o bom funcionamento do organismo existindo 5 benefícios comprovados cientificamente:

– Acção antioxidante;
– Protege a visão – a vitamina A é um protector da córnea e como tal evita danos oculares. Pessoas com baixa ingestão de alimentos que forneçam este nutriente podem sentir cegueira nocturna, ou seja, dificuldade em ver em locais com luz fraca, e em casos extremos cegueira total;
– Mantém a pele saudável – a vitamina A é fundamental para manter as funções e características normais das células da pele e das mucosas agindo como reparador da pele;
– Ajuda no crescimento – essencial para a proliferação, divisão celular e produção de hormona do crescimento a deficiência de vitamina A, principalmente em crianças, prejudica o crescimento e desenvolvimento corporal;
– Previne infecções – actua como reforço da integridade das células das mucosas do tracto respiratório e urinário e aparelho digestivo (primeira linha de defesa do organismo) e ajuda na proliferação de linfócitos (principais células sanguíneas de combate às infecções).

Em alguns casos a suplementação é imprescindível para evitar ou combater deficiência de vitamina A.